Este website utiliza cookies para melhorar a sua experiência.

CORPORATE KNIGHTS


Corporate Knights

A Natura Brasil é pela 7.ª vez reconhecida como uma das “empresas mais sustentáveis do mundo" na lista Global 100, publicada pela empresa Corporate Knights. Esta lista reúne as 100 empresas mais sustentáveis do mundo e, este ano, a Natura foi mais uma vez reconhecida como uma das 100 empresas mais sustentáveis do mundo, pelo 7.º ano consecutivo. Melhor empresa B do mundo, a Natura é a única empresa brasileira de cosméticos a constar dessa lista. 

“A cada dia que passa, aceitamos o desafio de ser uma empresa cada vez mais responsável. É por isso que nos comprometemos a favor de um impacto social e ambiental positivo até 2020”, declarou o diretor de Sustentabilidade da Natura, Marcelo Alonso.


As empresas selecionadas foram avaliadas segundo vários indicadores, em relação à energia, às emissões de CO2, ao consumo de água, aos resíduos sólidos, à capacidade de inovação, aos colaboradores, à segurança no trabalho, à percentagem de mulheres nos cargos de direção, à distribuição de prémios em função dos indicadores de sustentabilidade, entre outros.


Nesta 12.ª edição, o ranking reconhece empresas de vários setores do mundo inteiro. “As empresas Global 100 mostram ambições e resultados num vasto espectro de indicadores. Esforçam-se por contribuir para um mundo melhor, onde os colaboradores se sentem bem, onde os consumidores têm confiança e onde os acionistas investem a longo prazo”, afirma Toby Heaps, CEO da Corporate Knights.

CERTIFICAÇÃO B CORPORATION


“B Corps” ou “Benefit Corporations” é uma certificação para empresas que encaram os resultados com uma dimensão que ultrapassa a simples análise dos lucros, empresas que querem ter um verdadeiro impacto na sociedade e no ambiente.

Para mais informações sobre a B-CORP. 

A Natura é certificada B Corporation pelo seu empenho para com a sustentabilidade.

A Natura, uma marca incontornável no mercado dos cosméticos brasileiros, vem reforçar esse movimento mundial de empresas empenhadas em promover uma sociedade mais sustentável. A Natura é assim a primeira empresa B Corp da América Latina cotada em bolsa e a maior a nível mundial em termos de volume de negócio e de efetivos.

Roberto Lima, CEO da Natura na altura: “Conseguir essa certificação vem reforçar a nossa convicção de que, embora a procura do lucro esteja na base da nossa atividade, esta não pode ser o único objetivo da nossa existência.”

A Natura também apresentou a sua nova visão de sustentabilidade: a implementação de uma economia circular, a promoção de um consumo responsável, a responsabilização da cadeia de valor e a criação de um impacto social através do incentivo à formação e do recurso a novos modelos económicos sustentáveis.

A NATURA DISTINGUIDA PELA ONU


A Natura é uma das grandes vencedoras do Prémio Champion of the Earth 2015 da Organização das Nações Unidas (ONU), na categoria Vision Corporative. De acordo com Achim Steiner, diretor-geral do PNUA: “O modelo de negócios da Natura é um perfeito exemplo de compatibilidade entre o espírito empresarial e a sustentabilidade. O trabalho realizado pela empresa para ter cadeias de abastecimento ecológicas, para reduzir a sua pegada ambiental e para apoiar as comunidades locais demonstra não só um empenho admirável para com o ambiente, mas também afirma que é possível ter uma economia ecológica inclusiva.

O sucesso da Natura é uma fonte de inspiração e um exemplo para as empresas do mundo inteiro. Vem demonstrar que os modelos de consumo e de produção sustentável são não só possíveis como também benéficos, tanto para a empresa como para a comunidade”, esclarece Achim Steiner.

“Fazer parte dos Campeões da Terra vem reforçar ainda mais a nossa vontade de aumentar o potencial da nossa empresa no sentido de gerar um impacto positivo na sociedade e no ambiente”, afirma Roberto Lima, presidente da Natura.

Ler o artigo na íntegra no site do UNEP.

MEMBRO DO B-TEAM

Fundado e dirigido por Richard Branson, fundador da Virgin Megastore e da Virgin Mobile, e por Jochen Zeitz, presidente da marca desportiva Puma, o B-Team tem por objetivo sensibilizar as empresas e os líderes mundiais para o mote "People-Planet-Profit" (Pessoas-Planeta-Lucro) e propor soluções para conciliar resultados financeiros e responsabilidade ambiental. 

Representada pelo seu cofundador Guilherme Leal, a Natura Brasil, líder brasileiro no mercado dos cosméticos e perfumes, junta-se ao movimento internacional nomeado  B-Team com o intuito de melhorar a integração dos aspetos sociais, ambientais e económicos no mundo dos negócios.

Entre os desafios do B-Team, destacam-se os seguintes: avaliação económica dos impactos ambientais e sociais, definição de medidas de incentivo au desenvolvimento dessa sociedade em transformação e discussão das características de um leadership mundial ideal.

A Natura Brasil, um dos pioneiros na questão da sustentabilidade, contribuirá com a sua especialização bem como com a sua experiência histórica em termos de socio-biodiversidade. As suas ações desenvolvidas no sentido de efetuar o levantamento dos impactos ambientais refletem a sinergia entre a Natura Brasil e as crenças desse movimento.

Para mais informações sobre essa iniciativa, consulte o site.



B-LAB


A B Lab é uma organização sem fins lucrativos norte-americana que representa um movimento global de pessoas que consideram o comércio como uma força positiva. Acredita que, um dia, todas as empresas competirão entre elas não só para serem as melhores do mundo, mas também as melhores para o mundo, tornando assim a sociedade num modelo de prosperidade para todos e por muito tempo.
No Brasil, esse movimento global das B-corps (Empresas B, ou seja, “benéficas”) é liderado pela organização sem fins lucrativos Sistema B, também implantada no Chile, na Argentina, na Colômbia e no Uruguai. Existem atualmente 42 empresas certificadas no Brasil. A Sistema B desempenha uma papel de articulação de um ecossistema que pretende influenciar vários setores da economia: investimento, universidades, grandes compradores, líderes de opinião, políticos e legisladores, que se reunem para criar e desenvolver esse novo tipo de empresa.
A carregar
A carregar